OPA Astrology Store LogoPandemia, Da Vinci e Netuno

Posted in Portuguese

Elizabeth Nakata – Brazil

No Castelo de Chambord, no Vale do Loire (França), a escada principal foi projetada por Leonardo da Vinci. Uma escada nem sempre é apenas uma escada, e essa é especial. Ela tem o formato da dupla hélice do DNA, e isso significa que tem duas escadas entrelaçadas, duas entradas opostas, e se duas pessoas iniciarem a subida ao mesmo tempo, uma em cada entrada, chegarão ao topo sem jamais se encontrar.

Olhando a foto fica mais fácil entender o mecanismo. Leonardo da Vinci era um gênio, um homem com conhecimentos muito além de seu tempo. Mas é curioso notar que suas invenções, vistas hoje em dia, se parecem mais como se um de nós retornasse ao passado e, com os materiais rudimentares da época, tentasse construir um helicóptero, um submarino ou deixar registrado o conhecimento da cadeia helicoidal do DNA. Pensando assim, Leonardo da Vinci poderia ser um contemporâneo nosso que tenha descoberto como manipular tempo e espaço para nascer no ano de 1452. Isso é apenas uma provocação. Na verdade, quero falar sobre símbolos e realidade.

Vivemos num mundo de especializações onde procuramos um ortopedista para cuidar do problema na patela, outro para a coluna, ainda outro para os ombros e assim vamos observando essas sub-especializações. A visão é fragmentada. Isso se aplica a diversas áreas de conhecimento. A Astrologia Tradicional debatendo com os astrólogos modernos, estes criticando os astrólogos psicólogos, os últimos torcendo o nariz para os cabalistas e por aí vai.

Com a entrada de Netuno em Peixes retornou a possibilidade de enxergarmos o todo, indiscriminadamente, despidos de pré-conceitos. A beleza da escada de Da Vinci só pode ser vista e entendida quando nos afastamos um pouco para olhar o conjunto. Caminhando nela temos apenas metade da visão. Simbolicamente essa é nossa realidade, de conhecimento fragmentado e pulverizado por diversas culturas. Cada uma foi seguindo acreditando deter a verdade absoluta, subindo por um dos lados da escada e, efetivamente, chegando ao topo. Quem escolheu subir pelo outro lado chegará ao topo da mesma forma. Essas pessoas são conhecedoras profundas do caminho que trilharam, mas não entenderam o funcionamento do todo, não apreenderam o conhecimento do mecanismo da escada dupla. Para entender o todo há a necessidade de usar a mente (Netuno em Aquário, elemento Ar, coletivo), absorver todo o conhecimento produzido até então, afastar-se das facções e meias verdades (ou verdades relativas), para adquirir a sabedoria absoluta. É necessário enxergar o mundo com humildade, aprender com tudo e todos, sem barreiras, sem divisões e com a mente aberta para ver que a escada de Da Vinci é, na verdade, composta de duas, um conjunto que só funciona e existe quando percorrida pelos dois lados.

Quando estudamos diversos métodos, abordagens, escolas e estilos, sempre vamos encontrar uma identidade. Astrologia Cabalística, Clássica, Moderna, Psicológica ou qualquer outra abordagem que exista são complementares, jamais excludentes. A beleza está em ver que, como diziam Ouspensky e Gurdjieff, a verdade foi fragmentada mas, acredito, com Netuno em Peixes, que os fragmentos pouco a pouco começam a se reunir, como um grande puzzle, e fazem todo sentido. Caminhamos para um ponto comum, inevitavelmente, e é possível ver que as escolas iniciáticas e herméticas abrem suas portas e bibliotecas. As diversas escadas são uma só, partindo de um mesmo ponto e chegando ao mesmo lugar. As diversas astrologias, religiões, seitas, escolas iniciáticas, ordens e oráculos respondem às mesmas perguntas com soluções similares. Netuno retorna ao lar e nós, mortais, podemos ver e sentir que o deus dos mares está em sua casa, que engloba toda a água do planeta, assim como a de nossos corpos (compostos por cerca de 70% dela) e toda a água simbólica da emoção, compaixão e união.

A partir de 2012 Netuno definitivamente entrou no signo de Peixes abrindo nossas mentes para a visão dessa nova realidade includente. Temos a possibilidade de ver a verdade total, em todos seus ângulos, sem julgamentos, preconceitos, restrições ou condenações. O universo está em nós, e podemos navegar nas águas de Netuno sem nos afogarmos. Essa é, a meu ver, a dádiva maior desse posicionamento, mas convém lembrar que Netuno tem as funções de enlevar, sonhar, inspirar, infiltrar, disseminar, iludir, anuviar, enganar e turvar. Peixes tem as qualidades da generosidade, auto sacrifício, espiritualidade, doação, fuga, escapismo e amorosidade. Atualmente o que podemos ver é uma pandemia que se iniciou em final de 2019, segue com suas mutações e agindo em todo o mundo. Interesses econômicos e políticos se misturam nas águas netunianas, e enquanto cada ser humano não se “ver” como responsável pela saúde de toda a humanidade, o vírus continuará se disseminando com toda sua letalidade. Voltamos à escada de Leonardo Da Vinci ao perceber que cada um escolhe um ponto de partida, e vai seguindo sem ver que há uma outra escada entrelaçada. Certamente não são todos os seres humanos que pensam e agem assim, mas o vírus se alimenta dessa visão unilateral. Netuno traz a possibilidade de olhar para o todo, mas depende da decisão de cada um aprender a lição da inclusão, ou seguir se colocando no lugar de mais importante que o semelhante.

Elizabeth Nakata
www.elizabethnakata.com

$